Falácias matemáticas

 

numerosEstou lendo o livro “Os números (não) mentem: como a matemática pode ser usada para enganar você”, escrito pelo jornalista Charles Seife e publicado pela Editora Zahar (2012). A leitura deste livro ganha relevância quando lembramos da polêmica causada pela recente pesquisa divulgada pelo IPEA. Em ano eleitoral também é importante prestar atenção para as manipulações das pesquisas eleitorais. As pesquisas acadêmicas também não fogem à regra. Segue, abaixo, um trecho da introdução, em que o autor explica e define o que são as falácias matemáticas.

 

Em mãos ágeis, dados adulterados, estatísticas fajutas e matemática ruim podem dar aparência de verdade à ideia mais fantasiosa, à falsidade mais acintosa. Podem ser usados para oprimir os inimigos, destruir os críticos e pôr fim à discussão. Algumas pessoas, aliás, desenvolveram uma habilidade extraordinária no uso de números forjados para provar falsidades. Tornaram-se mestres da falácia matemática: a arte de empregar argumentos matemáticos enganosos para provar algo que nosso coração diz ser a verdade – ainda que não seja.

Nossa sociedade hoje está submersa em falácias numéricas. Usando um punhado de técnicas poderosas, milhares de pessoas forjam números sem fundamentos e nos fazem engolir inverdades. Anunciantes adulteram números para nos convencer a comprar seus produtos, políticos manipulam dados para se reeleger. Gurus e profetas usam cálculos fraudulentos para nos fazer acreditar em previsões que parecem nunca se realizar. Negociantes usam argumentos matemáticos enganosos para tomar o nosso dinheiro. Pesquisas de opinião fingem ouvir o que temos a dizer e usam falácias matemáticas para nos dizer em que acreditar.

Às vezes, essa gente recorre à essas técnicas para tentar nos convencer de bobagens e absurdos. Algumas pessoas, inclusive cientistas, já lançaram mão de números falsos para mostrar que, um dia, os velocistas olímpicos vão romper a barreira do som e que existe uma fórmula exata para determinar quem tem a bunda perfeita. Não há limites para o grau de absurdo das falácias matemáticas.

Quando conhecemos os métodos empregados na transformação de números em falácias, ficamos imunizados contra elas. Quando aprendemos a remover as adulterações matemáticas do caminho, alguns temas mais controvertidos passam a ser simples e diretos.

Entendam as falácias matemáticas, e você será capaz de revelar muitas verdades encobertas por um nevoeiro de mentiras.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s